09h às 18h

segunda a sexta

R. Natalio Fagundes, 92ZB

Pinheirinho - Curitiba/Pr

(41) 3349-5943

contato@rhodena-s.com.br

Lista de comparação

Frio chegando: 8 dicas para o uso correto do aquecedor a gás

Frio chegando: 8 dicas para o uso correto do aquecedor a gás

Oito dicas para usar corretamente o aquecedor a gás e economizar na conta

Saiba quais cuidados precisam ser tomados para ter mais segurança e manter a eficiência desses equipamentos

Manter o aquecedor com a regulagem e manutenção em dia auxilia na economia de gás e é uma importante medida de segurança. Foto: BigstockManter o aquecedor com a regulagem e manutenção em dia auxilia na economia de gás e é uma importante medida de segurança. Foto: Bigstock. Por Haus

O uso de aquecedores de passagem a gás traz conforto para atividades cotidianas como tomar banho e lavar a louça. Isso é potencializado com a aproximação dos dias mais frios, quando não há como abrir mão deste conforto.

Assim como o chuveiro elétrico, esse tipo de equipamento exige alguns cuidados para otimizar seu funcionamento.

Para um banho quente e confortável no inverno, é preciso observar o funcionamento correto do aquecedor de passagem. Foto: Pixabay

Para um banho quente e confortável no inverno, é preciso observar o funcionamento correto do aquecedor de passagem.
Foto: Pixabay

Hamilton Azevedo, gerente de Serviços ao Cliente da Companhia Paranaense de Gás Natural (Compagas), separou algumas dicas para melhorar a eficiência e a segurança durante o uso de aquecedores a gás:

1 – Mantenha a manutenção do aquecedor em dia

“É aconselhável a revisão dos equipamentos a cada seis ou oito meses ou conforme a orientação do fabricante”, afirma Azevedo. Ele faz uma lista dos itens que precisam ser checados em cada revisão: dutos da chaminé, pressão, bicos de entrada do gás e da água e queimadores.

2 – Observe a vida útil do equipamento

O gerente da Compagas alerta para o prazo determinado pelo fabricante para a substituição do aquecedor. Quando esse prazo se esgota, é necessário trocar o equipamento.

3 – Cuidado com a temperatura

Regule a temperatura da água do aquecedor “de forma que seja necessário acionar somente o registro de água quente na hora do banho”, aconselha Azevedo. A prática de abrir tanto a torneira de água quente quanto a de água fria para “equilibrar” a temperatura aumenta o consumo de gás.

4 – Em caso de ausência, feche o registro de gás

Essa medida está ligada à segurança. Quando for passar vários dias fora de casa, por exemplo durante as férias, mantenha o registro do gás fechado. A medida vale também para o registro de gás do fogão.

5 – Fique de olho no funcionamento do aquecedor.

Caso ele não esteja acendendo imediatamente após a abertura da torneira de água quente, verifique se a instalação foi feita corretamente. Se necessário, chame um técnico.

6 – Não instale ou faça a manutenção do aquecedor por conta própria

Além da possibilidade de estragar o equipamento, esse tipo de atitude põe em risco sua segurança e a dos demais moradores da casa ou prédio. Quando se trata de equipamentos a gás, chame sempre “profissionais habilitados e/ou assistências técnicas autorizadas e com registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea)”, recomenda Azevedo.

7 – Mantenha a ducha e as torneiras de água quente sempre limpas

Embora esses cuidados não influenciem o consumo de gás, segundo o especialista, eles permitem um controle melhor da temperatura desejada. “A sujeira na ducha pode afetar a vazão da água (para uma menor vazão) e, com isso, tem-se uma temperatura maior na ducha e diferente da registrada no aquecedor”.

8 – Durante o inverno, cuidado dobrado

“O mais indicado é que aquecedores a gás sejam instalados na área de serviço, porque costuma ser o ambiente mais arejado da casa. Essas indicações valem para o ano todo, mas no inverno, quando a tendência é manter portas e janelas fechadas, o cuidado deve ser maior”, afirma Azevedo.

Observe o tempo de vida útil do seu aquecedor de passagem e não use por um período maior do que o recomendado. Foto: Ivonaldo Alexandre / Arquivo Gazeta do Povo

Observe o tempo de vida útil do seu aquecedor de passagem e não use por um período maior do que o recomendado.
Foto: Ivonaldo Alexandre / Arquivo Gazeta do Povo

Dicas de Segurança

  • Verifique se a chama dos equipamentos é de cor azul; se for de outra cor (amarela, alaranjada ou roxa) os equipamentos estão funcionando de forma defeituosa. Nesse caso, chame um profissional qualificado para que revise o equipamento e a ventilação.
  • Certifique-se de que as saídas dos gases ao exterior estão livres de obstruções e instaladas de forma regulamentada.
  • Não utilize fornalhas e fornos de cozinha para esquentar o ambiente. A prática é perigosa.
  • Procure observar sempre se há vazamentos em aparelhos e instalações e, em caso positivo, elimine rapidamente qualquer dano identificado.
  • Esteja atento para a vida útil do equipamento. Caso esteja comprometido, é aconselhável sua substituição.
  • Para uma segurança ainda maior é importante que seja detalhada, na execução dos projetos de engenharia, a ventilação adequada das áreas onde esses aparelhos serão instalados, bem como a correta instalação das chaminés, de acordo com medidas e ângulos padronizados pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). A norma da ABNT que descreve as medidas necessárias para a adequação de ambientes residenciais para a instalação de aparelhos que utilizam gás combustível é a NR 13103.
Fonte: Companhia Paranaense de Gás Natural (Compagas)/Gazeta do Povo

Artigos relacionados

Mais da metade do público que busca imóveis o faz pelo celular

Mercado de Imóveis num ZAP: 62% das pessoas buscam imóveis pelo celular Evolução da tecnologia...

Continue lendo

Caixa recebe aporte à carteira pró-cotista FGTS

Caixa recebe aporte e volta a liberar crédito imobiliário do pró-cotista FGTS Ministério...

Continue lendo

Inflação atinge 4,08% em 12 meses, menor valor em 10 anos e abaixo da meta do BC

IPCA desacelerou em abril e avançou apenas 0,14%, a menor taxa para o mês desde o início do...

Continue lendo